quarta-feira, 18 de maio de 2011

LUA FRIA

Lua
fria
irmã
Sequer me espreitas

Vejo-te pálida
protegida pela névoa
fria
lua
minguada magoada irmã

EUNICE ARRUDA
(do livro "À beira", Editora Blocos, 1999, RJ/RJ)

2 comentários:

  1. Belo poema, Eunice!
    Um beijo,
    Monica Martinez

    ResponderExcluir
  2. Lua fria e tão distante.

    Gosto muito de seus poemas, Eunice.
    Beijos :)

    ResponderExcluir